Significados: Consumismo

Descubra o real significa de consumismo, seu conceito, definição e consequências na sociedade atual.

18/11/2020
Significados: Consumismo

O consumismo é algo muito presente na sociedade atual, porém, muitas pessoas ainda não conhecem de fato o seu real significado e o praticam, sem saber que isso chama-se consumismo. 

Por isso, trazemos o significa, conceito e definição dessa palavra para que possa ser reconhecida com muito mais facilidade. 

O consumismo pode ser visto como o ato ou comportamento de adquirir e comprar bens, produtos ou serviços de maneira geral, de uma forma exagerada e desproporcional.

O consumismo se difere do ato de comprar, pois no consumismo, existe a compra exagerada, por coisas que nem sempre são necessárias na vida das pessoas. 

Dessa forma, o consumismo está relacionado com um modo de vida, que é regido pelo consumo exagerado de coisas supérfluas.

Em alguns casos, o consumo está relacionado também com a felicidade, pois a pessoa que compra se sente feliz (por pouco tempo). 

Dessa forma, o consumismo pode se relacionar com o deseja de se sentir bem, através da compra e da obtenção de bens materiais. 

O início do consumismo

Acredita-se que a prática do consumo teve seu início a partir da

Revolução Industrial no século XVIII, pois isso possibilitou um grande aumento na escala de produção, fazendo com que o volume de mercadoria em circulação também aumentasse.

Com isso, ocorreu a possibilidade de se comprar mais.

Além disso, passou-se a realizar um apelo para que as pessoas fizessem mais compras, mesmo de coisas não tão essenciais para suas vidas. 

Dessa forma, o consumismo é uma das principais características das sociedades modernas capitalistas e da expansão da globalização.

Afinal, o consumo excessivo e desenfreado também está relacionado com o lucro das empresas e o desenvolvimento econômico.

Ao longo do tempo, o consumismo acabou trazendo algumas consequências para a sociedade, estando relacionado com o estresse, ansiedade, sentimento de insatisfação e impotência, necessidade de consumo para se sentir feliz.

Além de outros problemas relacionados ao tema, como algumas patologias específicas. 

As consequência do consumismo

Quando se pensa em consumismo, pode-se pensar também na Síndrome de Diógenes.

Essa é uma patologia que ocorre em pessoas que possuem tendência a acumulação de coisas, objetos, materiais ou produtos sem necessidade na vida diária.

São pessoas que guardam, por diversos motivos, objetos sem uso, apenas para não descartá-los.

Além disso, a patologia está relacionada também com uma grande necessidade de obter cada vez mais objetos, fazendo com que o acúmulo apenas aumente. 

As pessoas guardam as coisas durante muito tempo, criando uma espécie de relação sentimental com elas.

Outra patologia comum associada ao consumismo é a Oniomania, que pode ser considerado um transtorno psicológico obsessivo-compulsivo.

Em que a pessoa se torna compradora compulsiva, fazendo dívidas por causa do seu impulso de compra. 

Essa patologia pode ser vista como um consumismo exagerado, estando relacionada com a ansiedade e o sentimento de satisfação (que nunca é satisfeito).

Por isso a pessoa acaba comprando cada vez mais

consumismo

A cleptomania também está relacionada com o consumismo.

Esse é o transtorno em que a pessoa tem o impulso de roubar objetos desnecessários ou de pequeno valor, para saciar a sua vontade  de possuir o objeto.

Em alguns casos, a pessoa até tem condições de comprar o produto, mas no desejo de possui-lo ela acaba tendo o impulso de roubá-lo. 

Dessa maneira, o consumismo acaba trazendo diversas consequências para a sociedade atual.

Que tende a comprar compulsivamente, produtos que cada vez mais são elaborados para ter menos tempo de vida útil, criando um círculo de consumo. 

Atualmente, as propagandas também acabam contribuindo para o aumento do consumismo, pois podem criar o desejo de comprar os produtos.

Por estarem em diversos meios, as propagandas podem influenciar significativamente a vida das pessoas e seus desejos de compra. 

Ao conhecer um pouco mais sobre o consumismo, torna-se possível focar no consumo consciente, controlando melhor os impulsos de compra, não se tornando vítima do consumo exagerado. 

Confira mais dicas aqui no nosso site!

aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(prévia copia do nosso contéudo, pode trazer sérias conseqüências!)
(Este Portal não tem nenhuma ligação com a Globo, o nome é apenas fantasia.)